O que fazer quando chegar ao aeroporto: confira o passo a passo
Companhia da Viagem
Preencha o formulário abaixo e receba dicas e ofertas de viagem.

Vai fazer a sua primeira viagem de avião em breve e não faz ideia de o que esperar? Não encana, não, porque nós estamos aqui para te ajudar nessa aventura! Após a compra da passagem aérea e de tudo acertado com o seu agente de viagens, afinal, esse é o jeito mais seguro de viajar, o próximo passo, depois de fazer as malas, é claro, é saber o que fazer quando chegar ao aeroporto. Descubra tudo a seguir!

Ah, mas atenção: se puder, deixe para viajar mais pra frente, quando as coisas tiverem voltado ao normal, combinado? Aproveite este momento para se cuidar e planejar sua próxima aventura.

PASSO A PASSO: O QUE FAZER QUANDO CHEGAR AO AEROPORTO?

1. Pode parecer óbvio, mas é extremamente importante chegar cedo

Bem, para começar, é primordial reforçar aqui a importância de se organizar direitinho e chegar ao aeroporto com antecedência. Essa antecedência é um pedido também das companhias aéreas, já que, uma vez lá, será preciso fazer o check-in. Caso você não queira fazer o check-in on-line e despachar as bagagens. E sabe o que isso significa? Que talvez seja necessário encarar algumas filas. Sendo assim, nada melhor do que passar por tudo isso com tranquilidade e sem ter que correr contra o tempo.

Para viagens pelo Brasil, a recomendação é de que os passageiros cheguem pelo menos 1h30 antes do horário do voo. Por outro lado, se a viagem for para o exterior, o ideal é estar no aeroporto no mínimo três horas antes do embarque.

Ah, e anote aí: alguns aeroportos têm mais de um terminal, por isso verifique qual está indicado em sua passagem. O Aeroporto Internacional de Guarulhos, por exemplo, tem três: o Terminal 1 é exclusivo para viagens domésticas, enquanto o 3 é para viagens para fora do país. O Terminal 2, por outro lado, mescla viagens nacionais e internacionais. Ter essa informação é útil até mesmo para você saber onde deve descer, caso vá para o aeroporto com um motorista chamado por aplicativo.

2. Hora do check-in

Em primeiro lugar, que tal entender o que, de fato, é o check-in? Ele nada mais é do que a confirmação da sua presença no voo. Pode ser feito no próprio aeroporto, nos totens das companhias aéreas, assim como nos balcões de atendimento da empresa da qual você comprou o bilhete. Quem preferir também pode fazer pela internet, por meio do site ou do app da companhia aérea. Isso porque ele costuma ser liberado alguns dias antes da viagem, essa opção, aliás, é uma boa dica para evitar o contato em tempos de pandemia e zelar pelo distanciamento.

Confirmação feita? Joia! Você terá acesso, então, a um cartão de embarque, documento que reúne todas as informações do seu voo e que pode ser impresso ou digital. É nele que consta um tipo de código que autoriza sua entrada às salas de embarque.

Assim que você tiver o seu cartão de embarque em mãos saberá para qual portão deve ir e a que horas. Encontrar os portões não é nenhum bicho de sete cabeças: os números são bem grandes e visíveis. De toda forma, se não estiver encontrando o seu, é só pedir ajuda pra qualquer funcionário que ele provavelmente saberá te indicar a direção certa.

3. Não se esqueça de despachar a bagagem

Após o check-in, o próximo item da lista de o que fazer quando chegar ao aeroporto é despachar a bagagem. Para isso, basta procurar o guichê da sua companhia aérea. Ali as suas malas serão pesadas, etiquetadas, enviadas para a esteira e, posteriormente, para o avião. Inclusive, você receberá um código de rastreio da sua bagagem. Guarde-o com cuidado, pois ele será bem útil em caso de extravio.

4. Bora para a sala de embarque?

Acessada somente por aqueles que vão viajar ou seja, se alguém for te acompanhar ao aeroporto, mas não for embarcar no avião, não poderá entrar ali, a sala de embarque é o local onde você tem acesso a todos os portões utilizados para entrar nas aeronaves.

No entanto, antes de qualquer coisa, você terá de passar por um detector de metais, ao passo que as suas coisas serão analisadas pelo canal de raios-X. Bolsas, mochilas, cintos, sapatos, relógios, celulares e demais aparelhos eletrônicos são colocados em bandejas e rolam por uma esteira. Mas não se preocupe não, porque você pega eles de volta instantes depois. Em alguns casos, devido a procedimentos de segurança, pode ser solicitada uma revista manual. Isso é comum, portanto não estranhe se acontecer, combinado?

Fez isso? Então agora você pode circular tranquilamente pela sala de embarque e aguardar a hora de entrar no avião, os avisos são dados pelos alto-falantes. Há diversas poltronas para descansar, pontos para recarga de telefone, banheiros, bebedouros, lojas e lanchonetes. Fique de olho nos muitos monitores espalhados pelo local: por meio deles você consegue acompanhar o status do seu voo.

5. Encontre o seu portão de embarque

Quando você já estiver na sala de embarque, procure pelo portão para onde você deve ir para entrar na aeronave. Caso esta informação não esteja no seu cartão de embarque, você poderá encontrá-la nos monitores mencionados no item acima ao buscar pelo número do seu voo. Lembre-se de prestar atenção a eventuais alterações no portão, OK? Isso pode acontecer. De toda forma, aproveite para dar uma voltinha pelo local, especialmente se essa for a sua primeira viagem de avião.

Dica: o horário para entrar no avião não é o mesmo que aparece na sua passagem aérea. Peraí, como assim? Simples! O horário que consta no seu bilhete é o da decolagem, mas os passageiros devem acessar a aeronave antes disso. Geralmente as portas fecham 15 minutos antes da decolagem.

6. Por fim, chegou o momento do embarque!

Enfim chegou a hora de embarcar, uma das coisas que a gente mais quer fazer quando chega ao aeroporto, né? Nesta última etapa você entrará na aeronave. Tá a fim de saber como isso funciona? As filas são formadas de acordo com o grupo presente nos cartões de embarque e o acesso é feito de forma organizada, separado por fileiras. Quando chegar a sua vez, basta apresentar um documento, RG em viagens nacionais (e em países selecionados da América do Sul) e passaporte nas internacionais, juntamente com a passagem aérea.

Outra situação possível é o embarque remoto. Se isso acontecer na sua viagem, não esquenta: o procedimento é bem parecido. Na verdade, a única coisa que muda é que, em vez de você entrar direto no avião, terá de subir em um ônibus e pegar uma carona até a aeronave.

Dentro do avião, localize o seu assento, guarde a sua bagagem, acomode-se bem e afivele os cintos. Pintou alguma dúvida? Sem problemas. Uma equipe de comissários de bordo acompanhará o voo do início ao fim e estará à disposição para te ajudar no que você precisar.

E aí, ficou com vontade de colocar tudo isso em prática, agora que já sabe o que fazer quando chegar ao aeroporto? Então aproveite o momento para planejar a sua próxima aventura. Dessa forma você garante assistência a todo o momento e tem acesso às melhores dicas!

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Companhia da Viagem